linkedin #13anos

[#Linkedin13anos] Como o Linkedin contribuiu para minha carreira e ajudou a descobrir novas habilidades

linkedin #13anos

Incrível como mesmo depois de tantos anos de comunicação o Linkedin conseguiu me surpreender me fisgando para sempre!

Há muitos anos faço parte dessa rede de relacionamentos e sempre busquei estar presente diariamente. De tanto fuçar acabei descobrindo várias funcionalidades e interagindo bem com os algoritmos.

Tomei gosto pelo negócio e minha rede de contatos, que ainda era tímida, se multiplicou rapidamente. Conectei com profissionais relevantes para a minha carreira, amigos, colegas de trabalho, clientes e familiares. Com esse movimento passei a receber, também, muitos convites do Brasil e do exterior.

Falava tanto sobre o Linkedin que as pessoas começaram a ficar curiosas. Diziam que estavam lá mas que pouco ou nunca acessavam ou atualizavam suas experiências. Perceberam meus movimentos que começavam a ganhar luz no mundo off-line também.

Era comum ouvir, principalmente pelos corredores da agência onde eu trabalhava: “Você que ´mexe´ bem no Linkedin, poderia me dar uma ajuda? Poxa, eu vejo você interagindo bastante… não sei por onde começar”…

Gosto de ensinar e passei a ajudar profissionais de diversas áreas de forma colaborativa mostrando o que eu sabia e incentivando que se mostrassem sem medo de interagir. Para quebrar os seus paradigmas caminhei junto com eles e por eles, convidando, aceitando convites, enviando mensagens, redigindo posts e artigos como ghost writer. Logo esses profissionais começaram a ganhar grande visibilidade e me mostraram que eu poderia transformar o “talento” em um novo negócio.

Minha experiência com o jornalismo ajudou bastante mas, a grande curiosidade de explorar a plataforma e a vontade de ajudar as pessoas foram fatores decisivos.

Logo outros profissionais interessados em transformar suas carreiras, ganhar visibilidade e reputação foram chegando por meio da divulgação boca a boca de quem já havia experimentado.

Descobri que meu processo de trabalho tinha um nome – mentoring. Estudei mais profundamente o processo e tabulei os mentorings que havia feito. Formatei e comecei a divulgar.

Como qualquer novo negócio precisei dedicar boa parte do meu tempo ao desenvolvimento do mentoring e ainda me dedico muito. Estudei a plataforma de todas as maneiras que pude. Troquei informações com outros havy users,participei de eventos, entrei para grupos como o LinkedinAZ, criado peloCristiano Santos;  o Linkedin Carees Brasil, administrado pela Solange Vilella, Rodrigo Cunha e Andrio Ferreira; o Mulheres de Negócios do Linkedin, fundado pela Gladis Costa, entre outros grupos.

Paralelamente a isso escrevi artigos longos, no Pulse, o que me ajudou a ganhar uma boa visibilidade dentro e fora da rede e divulgou meu trabalho alavancando mais negócios. Hoje posso dizer que o Linkedin é uma das maiores vitrines do meu trabalho.

Sempre que posso conto esse case pensando em motivar mais pessoas a construírem suas próprias carreiras usando o Linkedin, sem depender de ninguém.

Quando digo que é a minha plataforma preferida, estou realmente sendo muito honesta! Só tenho a agradecer o Linkedin por tudo o que me proporcionou, pelas portas que abriu e pelas amizades que fiz!

Este artigo foi publicado originalmente no meu canal no Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *